Pedagogia

Ser pedagogo é estar num constante e eterno aprender.

22 de out de 2011

Projeto


O projeto tem a função de ajudar o professor a organizar sua forma de trabalhar. Pois se escolhe um tema e relaciona-se com outras questões a serem abordadas, que vai facilitar ao aluno a aprendizagem, mas para isso, é preciso “combinar, em uma lógica de articulação dos dois paradigmas anteriores, a produção e a aquisição de saberes, a tradição e a inovação, as lógicas racionais e criativas, as lógicas da razão e do coração”. (ALARCÃO, 2001, p.103)
Parte-se para a aprendizagem a partir do conhecimento prévio do aluno, baseando-se nas descobertas espontâneas, e o projeto parte do que o aluno já sabe sobre um determinado tema e das informações as quais se possa relacionar. A escolha do tema pode surgir de algum problema proposta, ou também pertencer ao currículo oficial, “visando o envolvimento dos alunos, à participação ativa, o desenvolvimento de habilidades e capacidades intelectuais”. (LIBÂNEO, OLIVEIRA e TOSHI, 2003, p.348)
A grande questão do projeto é o docente questionar-se a respeito do tema, ou seja, o que este espera que os seus alunos aprendam com o projeto, e que através dele os alunos consigam organizar melhor os conhecimentos. O projeto deve ter seu tema exposto na escola para que todos vejam o que esta sendo trabalhado. Entendo, de acordo com Freire, que:

uma das tarefas mais importantes da prática educativo-crítica é propiciar as condições em que os educandos em relação uns com os outros e todos com o professor ou a professora ensaiam a experiência profunda de assumir-se. Assumir-se como ser social e histórico, como ser pensante, comunicante, transformador, criador, realizador de sonhos, capaz de ter raiva porque capaz de amar. Assumir-se como sujeito porque capaz de reconhecer-se como objeto. A assunção de nós mesmos não significa a exclusão dos outros. (FREIRE, 1996, p.23)

Os projetos de trabalho direcionam não só ao professor organizar e desenvolver suas práticas, mas como também permite aos alunos uma melhor organização dos conhecimentos adquiridos na escola, visando uma educação reflexiva e problematizadora fazendo com que os alunos tornem-se mais críticos. A nova proposta de ensino é motivar os alunos a se manifestarem, serem exigentes e críticos, a fim de acabar com a passividade existente nos alunos, esta nova proposta incentiva os alunos a serem ativos. Cada projeto deve seguir os passos de decidir o propósito do projeto; realizar um plano de trabalho projetado e julgar o trabalho realizado.


Referências Bibliográficas
ALARCÃO, Isabel. Escola Reflexiva e Nova Racionalidade. Porto Alegre RS. Ed.Artmed, 2001, p.103

LIBÂNEO, José Carlos, OLIVEIRA, J.F e TOSHI, Mirza S. Educação Escolar: Políticas, estrutura e organização. Ed. Cortez, 2003, p.348

FREIRE, Paulo. Pedagogia da Autonomia. 1996, p.23

Rádio na Escola


Tema: AIDS

Justificativa
Este projeto tem por objetivo, ativar a utilização do rádio no ambiente escolar, viabilizando mostrar sua importância no processo educativo. Sendo este mais um dos meios de comunicação que pode ser utilizado como ferramenta pedagógica. E através deste projeto, levar conhecimento e conscientização aos alunos

Objetivos
            Despertar nos alunos a curiosidade e interação através da divulgação de pesquisas realizadas;
            Desenvolver nos alunos consciência crítica e reflexiva sobre as informações que recebem.

Vantagens
            Através da utilização da rádio os alunos poderão divulgar suas pesquisas, bem como levar esclarecimento e conhecimento aos colegas. Sendo que, muitas pesquisas são do interesse de toda comunidade escolar, afim de que jovens e adolescentes estejam alertados e conscientes sobre algumas doenças que fazem parte da sociedade. Bem como também combater o preconceito existente na sociedade, com relação as pessoas que são portadoras da AIDS.
            Os alunos poderão compartilhar os trabalhos, levando conhecimento aos colegas, e manter os colegas informados sobre as atividades realizadas na escola.

Disciplina
Biologia / Português

Realização
1° Momento:
            Os alunos serão divididos em grupos, e cada grupo será responsável por um subitem do assunto principal, desta forma, os trabalhos não ficarão muito extensos e os alunos terão mais oportunidade de ter experiência com a rádio. O primeiro grupo irá pesquisar sobre a origem da doença (AIDS);

O segundo grupo vai pesquisar sobre as formas de contágio e prevenção;
O terceiro grupo pesquisará sobre as conseqüências desta doença (AIDS);
Observação: Os alunos poderão utilizar a internet para a realização da pesquisa.

2° Momento:
Cada grupo vai redigir as suas informações, sendo que estas serão impressas e unificadas e transformadas em um jornal, para ser distribuído para os colegas, desta forma os alunos poderão acompanhar o assunto durante a divulgação e levarem o material para casa como forma de levar conhecimento e esclarecimento a família também.

3° Momento:
Cada grupo terá que divulgar na rádio as informações obtidas num tempo de 15 minutos cada grupo. Os ouvintes poderão questionar e fazer algumas colocações após a apresentação.

Tempo
            Para a realização deste projeto serão necessárias 3 aulas de 45 min.

Materiais e recursos financeiros para iniciar uma rádio na escola
            Para organizar uma rádio na escola são necessários alguns equipamentos como:
1)      Microsystem: com CD player, rádio com toca fitas e entrada para pen drive e microfone. Utilizado para gravar sons e gravar aquilo que não entrará ao vivo, como vinhetas e comerciais;
2)      Fone de ouvido: provê o retorno do som em execução para a pessoa que esta no comando do som;
3)      Rádio gravador também é um acessório que pode ser utilizado para alternar com o microsystem, assim enquanto um esta executando o outro pode ser preparado;
4)      Caixa acústica: sistema de auto falantes instalados em pontos estratégicos na escola, para reproduzir o que esta sendo veiculado no estúdio, quatro caixas de 100 watts serve em um espaço para aproximadamente 100 pessoas;
5)      Mesa de som e potência: em que são conectados o microsystem, o microfone, os fones de ouvido. Desta mesa sai à fiação para as caixas de som.

Estratégia para arrecadar materiais necessários para montagem de uma rádio na escola:
1°- Fazer um levantamento dos materiais que alguns alunos poderiam dispor;
2°- Conversar com pessoas da comunidade, para ver se alguém pode contribuir com algum material;
3°- Elaborar rifas para que alguns materiais possam ser adquiridos.



REFERÊNCIAS BIBLIOGRÁFICAS
VESCE, Gabriela E. Passolli. Info Escola, Navegando e aprendendo, 2008. Disponível em: http://www.infoescola.com/comunicaçao/radio-escolar/. Acesso em: 23/06/11.
           

Planejamento

O planejamento utilizando diferentes mídias surge da necessidade de qual equipamento o professor vai utilizar conforme o plano de aula elaborado para uma turma.
O professor deve refletir didaticamente sobre a sua prática, pensar no cotidiano sobre a sua prática, pensar no cotidiano sobre o saber fazer em sala de aula, para não escorregar na mesmice metodológica de utilização dos mesmos recursos e das invariáveis técnicas de ensino. É importante que o professor estude sobre essa temática, uma vez que há uma diversidade metodológica que pode ser trabalhada em sala de aula e/ou numa situação didático-pedagógica. (LEAL, 2006, p.89)

            O planejamento de ensino é uma previsão das ações e procedimentos que o professor vai realizar junto aos seus alunos, e organização das atividades discentes e das experiências de aprendizagem, visando atingir os objetivos educacionais estabelecidos. “Planejar é uma ação dinâmica, interativa, e acontece antes de se iniciar o processo de ensino, durante e depois do processo. É uma ação reflexiva, que exige do professor investigação e atualização didático-pedagógica”. (LEAL, 2006, p.90)
            Os professores na escola devem se organizar de forma que todos possam ter acesso aos recursos disponíveis na escola, através da comunicação entre eles.
            Mas o fato de ter tecnologias nas escolas, não garante o seu acesso, e tão pouco que tais recursos sejam utilizados pedagogicamente, ou seja, às vezes são utilizados como passa tempo.
            Porém, as tecnologias contribuem significativamente de forma positiva, quando utilizadas pedagogicamente. Mas vale lembrar que, muitas vezes tais recursos não são utilizados de forma correta, devido à falta de conhecimento dos professores, pois estes precisam estar em constante atualização para não ficarem ‘presos’ as formas tradicionais de elaboração de suas aulas.
            O bom desempenho de uma aula depende de sua elaboração, de forma que as atividades construídas através de projetos tem um desempenho mais amplo e contempla um melhor desenvolvimento da aprendizagem.

Precisamos dos educadores tecnológicos para que nos tragam as melhores soluções para cada situação de aprendizagem, que facilitem a comunicação com os alunos, que orientem a confecção dos materiais adequados para cada curso, que humanizem as tecnologias e as mostrem como meios e não como fins. (MOURAN, 2003, p. 7)

            Os projetos existentes na escola, onde a tecnologia é utilizada, são de grande serventia tanto para o professor, quanto para facilitar a aprendizagem do aluno, mas vai depender do empenho dos professores para garantir o sucesso do projeto, pois a sala de informática algumas vezes é utilizada como fonte de divertidos jogos.
                                   
            Referências Bibliográficas

LEAL, Regina Barros. Planejamento de Ensino: peculiaridades significativas. Universidade de Fortaleza, 2006.

MOURAN, José Manuel.Gestão Inovadora da escola com tecnologias,2003. Disponívelem:http://uab.ifsul.edu.br/midias/moodle/conteudo/ciclo_basico/mg/etapa_1/p7.html. Acesso em: 14/07/2011.